Muitas pessoas optam por realizar financiamentos para sair de uma situação de crise financeira ou até mesmo realizar seus sonhos, porém é necessário analisar com cautela alguns pontos no momento de fazer um empréstimo.

Com a atual situação financeira vigente no Brasil o setor financeiro que oferece concessão de crédito para pessoas físicas, empresas e demais instituições nunca esteve tão em alta.

Consumidores das mais diferentes classes sociais começaram a optar por financiamentos para fugir da crise, abrir seus próprios negócios, pagar dividas passados e demais opções.

Este artigo foi elaborado com o objetivo de apresentar algumas características que devem ser analisadas cuidadosamente no momento de efetuar um empréstimo, seja em uma agência física ou online.

Qual o momento de fazer um empréstimo?

Para muitas pessoas parece óbvio que acumular grandes dívidas em seu nome não é uma atitude saudável para suas finanças, porém muitas circunstâncias podem surgir e obrigá-las a realizar um financiamento.

Os juros cobrados em um empréstimo são normalmente mais baixos que os acumulados nas dívidas, fazendo com que esta opção se torne uma excelente solução para o problema.

Porém é necessário que o potencial contratante fique atento as condições de pagamento, juros acumulativos e demais tarifas para ter certeza de que está realizando um bom negócio.

Caso contrário pode-se piorar a situação e acabar acumulando mais dívidas, sendo necessário recorrer aos empréstimos para negativados que podem conter parcelas exuberantes e juros absurdos.

Pontos que devem ser analisados no momento de realizar um empréstimo

Alguns aspectos devem ser analisados antes da realização de um empréstimo e os mesmos foram enumerados logo abaixo.

  • Defina seu perfil

É importante que o indivíduo defina qual seu perfil como consumidor a fim de conhecer claramente quais os riscos ele pode enfrentar ao contratar um empréstimo.

Existem três perfis básicos para consumidores que são definidos como: investidor, endividado e equilibrado.

O investidor é aquele consumidor que possui um capital guardado e possui boa saúde financeira, mas vê no empréstimo um aliado para a obtenção de algum bem ou abertura de um negócio próprio.

Este perfil geralmente gasta menos do que ganha, não possui dívidas e por já possuir uma reserva de dinheiro garante que as parcelas do financiamento possam ser quitadas mesmo em casos de imprevistos.

O consumidor equilibrado é o indivíduo que não possui dividas e nem capital guardado, mas gasta exatamente o que efetivamente ganha.

Sendo assim ele pode optar por um financiamento em casos de emergências, porém precisará revisar suas finanças a fim de economizar dinheiro para pagar as parcelas do financiamento.

Já o endividado é aquele consumidor que possui muitas dívidas, gasta bem mais do que normalmente ganha, não possui controle sobre sua vida financeira e usará o financiamento como complementação de renda.

Este perfil de pessoa necessita migar primeiramente para o estilo de consumidor equilibrado antes de optar por um empréstimo a fim de reduzir os riscos de se endividar ainda mais.

  • Analise qual sua atuação situação financeira

É recomendável que as pessoas sempre façam um mapeamento de sua situação financeira atual antes de contratar um empréstimo.

Desta forma ela poderá descobrir como chegou na situação de endividamento na qual se encontra e conseguirá optar pela melhor forma de resolve-la sem causar mais dívidas.

  • Tenha em mente qual é o principal objetivo do empréstimo

A fim de evitar novas dividas é preciso que o individuo defina qual será o principal objetivo para a contratação de um empréstimo e tenha certeza de que este dinheiro resolverá sua situação atual.

  • Pesquise por melhores condições

É necessário sempre encontrar as melhores condições para a realização de um empréstimo e este fator se refere as taxas de juros, número de parcelas, comprometimento, tempo total de parcelamento e afins.

Desta forma o aconselhável é que o individuo compare estas condições em diferentes bancos, instituições ou sites que oferecem este tipo de serviço.

  • Analise se as prestações caberão no orçamento

É preciso analisar e ter certeza de que as prestações do financiamento estarão dentro do orçamento disponível sem comprometer mais do que 15% da renda mensal.

  • Leia atentamente o contrato

É essencial ler atentamente todas as cláusulas do contrato, pois muitos modelos de empréstimos podem pedir bens pessoais como garantia e desta forma devem ser evitados ao máximo.

Além disso é essencial ler as cláusulas para que o indivíduo saiba tudo sobre o processo de financiamento e evite fraudes, juros exorbitantes e situações que possam leva-lo a se endividar ainda mais.

  • Elabore um planejamento para pagar as parcelas

Mais importante do que analisar se as prestações estarão dentro do orçamento é planejar quais serão os melhores procedimentos para pagar corretamente as parcelas do empréstimo.

Desta forma é possível que o individuo saiba com exatidão como este financiamento irá afetar sua vida financeira e estipule quais as melhores estratégias para poupar dinheiro e pagar devidamente as prestações do mesmo.

Conclusão

Financiamentos são hoje opções muito procuradas por pessoas que desejam se ver livre de dívidas, abrir seus próprios negócios ou dispor de uma renda não contabilizada em um momento de imprevistos.

Desta forma é essencial analisar com cautela diversos pontos no momento de fazer um empréstimo a fim de evitar novas dividas ou situações comprometedoras.