Imprevistos financeiros acontecem, e ninguém pode prever quando. Quando as contas apertam, muitas pessoas acabam se tornando inadimplentes com o condomínio. Isso porque, é comum alguns condomínios acharem que o valor não irá interferir nada na sua rotina dentro do complexo, o que é um grande erro.

Mais do que um recurso destinado para a manutenção do empreendimento residencial, o condomínio que é cobrado mensalmente também é a forma do morador participar ativamente em assembleias e votações. Quando você deixa de pagá-lo, você não está apenas se tornando um devedor, mas também, impossibilitado de fazer parte desses processos.

Contudo, se você está inadimplente com o condomínio, não precisa se desesperar. É possível reverter essa situação sim. Outro erro de quem está devendo para seu residencial é acreditar que, por já estar na situação por algum tempo, quer é mais deixar para lá do que buscar resolver as pendências.

Quanto mais tempo você deixar de pagar seus encargos, mais complicado será bolar um esquema para quitá-los. Por conta disso, não tente esquecer sua dívida, pois, uma hora isso irá te atrapalhar de alguma maneira.

Se você está inadimplente com o condomínio, tente negociar

A primeira coisa que você precisa fazer quando se tornar inadimplente com o condomínio é tentar negociar o saldo devedor. O ideal é que você fale diretamente com a gerência e exponha a sua situação. Mostre que você deseja voltar ao azul, e que não pretende voltar a dever para empreendimento.

De modo geral, essa possibilidade é mais “fácil” em complexos residenciais que são gerenciados por empresas administradoras. Isso porque, por conta de seu porte, elas têm mais facilidade em oferecer acordos para quitar saldos devedores. Mas nada impede uma negociação diretamente com o sindico do seu residencial, tudo vai depender de uma boa conversa.

Esse tipo de negociação é o jeito mais fácil de você sair a inadimplência. Com ela, você pode contratar uma opção que seja mais leve, e que te permita pagar as parcelas da dívida, bem como os condomínios mensais que ainda irão ser cobrados.

Vale a pena pegar um crédito consignado para quitar a dívida?

O crédito consignado é uma linha de empréstimo bastante conhecida. Nela, o beneficiário obtém o valor desejado e as parcelas são debitadas diretamente da folha de pagamento. Assim, evita-se que ele atrase o pagamento, e dá mais segurança para quem que está emprestando o valor.

Outra vantagem dessa alternativa são os juros que seguem uma tabela pré-fixada. Além de serem extremamente baixos, o solicitante poderá ter noção real do quanto está sendo cobrado de juros pelo valor emprestado, e quanto ele terá pago na hora de quitar a dívida total.

Contudo, será que essa é a melhor opção para quem está inadimplente com o condomínio pagar sua dívida? A resposta é que depende do caso. Isso porque, a linha de empréstimo só será realmente vantajosa quando o valor devido for alto, bem como os juros e taxas cobradores sobre ele.

Nesse caso, vale mais a pena solicitar o crédito consignado. Por conta dos juros mais baixos e das parcelas com valores acessíveis, ele se torna a opção ideal, pois, é possível realizar tranquilamente o pagamento das mensalidades dele, bem como as do condomínio, evitando, assim, que as contas se acumulem.

Agora, se a sua dívida ainda é pequena, como, por exemplo, dois ou três meses de condomínio atrasado, o melhor é negociar diretamente com a gestão do residencial. Isso porque, é possível obter um acordo mais vantajoso e que não demore tanto para ser quitado como o crédito consignado.

Dicas para sair da inadimplência e não voltar

Se você está tentando sair da inadimplência e não voltar a dever, é essencial seguir algumas dicas. Elas irão te auxiliar a não deixar que os condomínios atrasem e se acumulem, gerando, assim, uma nova dividida e a volta para o cadastro vermelho. Confira:

    • Débito automático: Para evitar que você esqueça de pagar o condomínio, o ideal é coloca-lo para ser debitado automaticamente na sua conta corrente no banco. Assim, você terá a garantia de que sempre está em dia com o seu complexo.
    • Disciplina: Não deixe para pagar tudo sempre de última hora. Mantenha a disciplina financeira e pague suas contas sempre com antecedência. Isso garante valores não acabem gerando juros por conta do pagamento fora do vencimento.
    • Anote tudo: Cada gasto, por menor que seja, deve ser anotado em um caderno e planilha. Assim, você poderá visualizar com mais clareza suas despesas mensais.

Se você está inadimplente com o condomínio, com toda a certeza essas dicas irão te ajudar. Lembre-se, por maior que seja a sua dívida com o residencial, é sempre possível quitá-la. No entanto, é preciso de esforço e planejamento para que conseguir uma negociação que caiba no seu bolso e te permita sair do vermelho.