A auditoria financeira do condomínio pode ser ótima ferramenta para a gestão contábil e para a prestação de contas.

A fim de tornar a administração do condomínio cada vez mais profissional e transparente, a auditoria pode ser aplicada para algumas finalidades distintas:

Gestão e Acompanhamento das finanças e outras obrigações

Com a auditoria, além da conformidade dos processos de pagamento, pode-se chegar o cumprimento de uma série de obrigações contábeis, fiscais, tributárias e trabalhistas. Dessa forma, o condomínio evita riscos que possam comprometer sua idoneidade.

Outra possível vantagem são recomendações para a gestão do orçamento ou formas mais rentáveis e otimizadas da gestão dos recursos do condomínio, o que pode gerar economia dos recursos e melhor rentabilidade de investimentos

Avaliação da gestão e prestação de contas

Evitar fraudes e erros que podem passar despercebidos na gestão é outro ponto de implicação importante. Dessa forma, a auditoria pode ser ferramenta para mediar a qualidade da gestão e facilitar o acompanhamento e prestação de contas aos moradores. Processos envolvendo a folha de pagamentos, notas fiscais de fornecedores, contratos com fornecedores, balancetes e relatórios de inadimplência também devem ser documentos analisados pela auditoria.

Tipos de auditoria

De acordo com os objetivos de síndicos e moradores, ou da própria administradora, dois tipos de auditoria podem ser realizadas no condomínio:

Auditoria preventiva

Ferramenta que pode tornar-se aliada da gestão financeira mais responsável e transparente, a auditoria preventiva verifica os procedimentos a fim de apontar possíveis ajustes e melhorias. Além de serem suporte para revisão de contas e processos administrativos, a auditoria pode diminuir gastos e equilibrar o orçamento. Esse tipo de auditoria pode ser realizado ao longo do ano, fornecendo relatórios de acompanhamento mensais ou trimestrais, por exemplo.

Auditoria investigativa

Como o próprio nome supõe, a auditoria investigativa é utilizada para encontrar como aconteceram erros ou processos fraudulentos depois que estes já foram percebidos pelo condomínio. Pode ser utilizado para situações em que há, por exemplo, incoerências nasprestação de contas.

Para além das aplicações e do tipo de auditoria contratada pelo condomínio ou administradora, a atuação dos profissionais habilitados e credenciados é exigência para a credibilidade dos processos.