As Fintechs são novos modelos de startups do setor financeiro que tem o objetivo de prover soluções totalmente tecnológicas para esta área do mercado.

Antes serviços como pagamentos, intermediação de créditos, consulta de faturas, contabilidade e afins eram oferecidos apenas por agências bancárias físicas, porém com o surgimento das Fintechs estas operações passaram a ser disponibilizadas online.

Este novo modelo de atuação no mercado está revolucionando o setor pois oferece maior eficiência e agilidade ao usuário, quesito no qual as agências físicas vinham pecando há muito tempo.

No Brasil a tecnologia, apesar de ser considerada recente, já alcançou inúmeros adeptos e se populariza cada dia mais transformando-se em uma constante ameaça para os bancos tradicionais.

O que são as Fintechs?

Como já mencionado anteriormente as Fintechs são startups que se utilizam dos avanços tecnológicos e da internet para oferecer serviços inovadores e repetíveis dentro do setor financeiro.

Startups são empresas que tem atuação emergente no mercado voltada para a área de tecnologia e que surgiram nos anos de 1990 na Califórnia, Estados Unidos, com empresas como a Google e a Apple Inc.

As Fintechs têm sua atuação planejada na disponibilização de produtos que antes eram ofertados apenas por agências bancárias físicas ou demais instituições financeiras, sempre se baseando na experiência do usuário com a plataforma.

Estas empresas fazem uso dos recursos tecnológicos para elaborar métodos, ferramentas e processos que tem como finalidade facilitar o acesso à serviços financeiros diversos.

Desta forma o cliente recebe como resultado uma empresa com interface prática, livre de burocracias desnecessárias, com custos baixos e maior controle de suas operações financeiras.

Onde surgiram as Fintechs?

O termo “fintech” foi criado a partir da combinação de duas palavras do vocabulário inglês, sendo elas: technology (tecnologia) e financial (finanças), dando origem a esta palavra que resume bem o ideal das empresas deste setor.

As Fintechs surgiram em meio à ressaca da crise de 2008 que se instalou em diversos países como forma de driblar as regulamentações que foram impostas aos bancos a fim de evitar uma nova instabilidade financeira.

Devido à estas regulamentações exageradas algumas agências se viram engessadas nos mais variados setores de atuação, principalmente no que diz respeito aos empréstimos bancários.

Por ser uma startup, o sistema Fintech é muito mais flexível e começou a ser desenvolvido por pessoas que trabalhavam dentro das agências bancárias, mas deixaram estas instituições por terem se tornado locais pouco atraentes para se trabalhar.

Desta forma as plataformas foram desenvolvidas para resolver os problemas que os clientes da época estavam enfrentando com os bancos, principalmente a concessão de empréstimos.

Atualmente estas empresas estão voltadas não apenas para a concessão de créditos, mas também para revolucionar a experiência dos usuários com os bancos tradicionais.

Elas oferecem os mesmos serviços, porém de uma forma totalmente desburocratizada com juros abaixo do mercado, eficiência, agilidade e comunicação interna facilitada.

Quais serviços são oferecidos pelas Fintechs?

As Fintechs oferecem uma variedade de serviço que atende desde as pessoas físicas (usuário domésticos) até grandes empresas atuantes nos diversos setores do mercado e pessoas jurídicas (instituições).

Elas ofertam aos seus clientes serviços básicos como fornecimento de cartões de créditos, financiamentos, transferências, pagamentos, extratos bancários e entre outros.

Porém apesar de parecer igual ao sistema das agências físicas, estas empresas dispõem de uma plataforma totalmente tecnológica que visa oferecer ao usuário uma experiência bancária ágil, eficiente, segura e livre de altos custos.

Funcionamento das Fintechs

Cada fintech possui um modelo de funcionamento próprio, porém elas seguem uma regra universal que é desenvolver soluções tecnológicas para cobrir as limitações dos tradicionais serviços financeiros.

De uma maneira geral estas empresas utilizam tecnologia, principalmente online, para oferecer aos usuários recursos que as agencias bancárias não disponibilizam ou que são oferecidos de forma extremamente burocrática.

Este cenário diferente de relacionamento com os clientes só é possível devido ao fato das Fintechs serem startups tecnológicas que exploram setores comerciais a fim de oferecer serviços inovadores para a sociedade.

As startups tecnológicas identificam uma deficiência no mercado e criam uma solução para este problema, oferecendo serviços online que suprem demandas não atendidas pelos métodos convencionais do sistema.

Desta forma as empresas deste setor são focadas na qualidade de seus serviços, oferecendo aos clientes soluções práticas e acessíveis a fim de fidelizá-los cada vez mais.

Conclusão

Este novo setor do mercado financeiro vem revolucionando a maneira como os clientes se relacionam com suas finanças, oferecendo serviços ágeis e totalmente seguros, contando com criptografias de ponta.